);} Fora de Órbita: Poemas e Poesias -->

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Poemas e Poesias

    Oiie ^^ 




   Eu sou apaixonada por todo tipo de arte feita com palavras, já que para mim essas são as únicas maneiras do ser humano de externar seus sentimos ... sim, as palavras, e elas se tornam mais mágicas ainda quando vem em forma de música ou literatura, principalmente quando, na literatura, são usadas em formas de poemas e poesias *--* 


 '' A poesia  é uma das sete artes tradicionais, pela qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos, ou seja, ela retrata algo que tudo pode acontecer dependendo da imaginação do autor como a do leitor. "Poesia, segundo o modo de falar comum, quer dizer duas coisas. A arte, que a ensina, e a obra feita com a arte; a arte é a poesia, a obra poema, o poeta o artífice.sentido da mensagem poética também pode ser importante, ainda que seja a forma estética a definir um texto como poético. A poesia compreende aspectos metafísicos (no sentido de sua imaterialidade) e da possibilidade de esses elementos transcenderem ao mundo fático. Esse é o terreno que compete verdadeiramente ao poeta.''




  
 No Brasil e fora dele, há muitos poetas que valem ser citados, colocarei aqui alguns dos que eu mais gosto S2 




 * J.R.R Tolkien 


  Na lista dos meus preferidos está o mestre da poesia celta, Sir Jhon Ronald Reuel Tolkien, ou simplesmente J.R.R Tolkien conhecido por ser o autor da trilogia '' O Senhor Dos Anéis '' um dos livros que fazem parte  o seu "mundo secundário" complexo e cheio de vida, denominado Arda, palco das mundialmente famosas obras O HobbitO Senhor dos Anéis e O Silmarillion. 
 Além de ser um grande escritor de narrativas, Tolkien também era um grande poetas, para mim suas melhores poesias estão no livro '' O Hobbit '' sendo que há algumas bem interessantes nos outros livros também ... listarei aqui minhas preferidas : 


             *   A Estrada em frente vai seguindo
Deixando a porta onde começa
Agora longe já vai indo
Devo seguir, nada me impeça

Por seus encalços vão meus pés
Até a junçao com a grande Estrada
De muitas sendas através
Que vem depois? Não sei mais nada... 
                                     Bilbo Bolseiro ( personagem criado por Tolkien ) 






                                                   Lothlórien a morada dos elfos no mundo criado por ele                          


 A própria Terra Média, mundo que ele construiu era um tema frequente em suas poesias, como vemos nessa : 


 " No campo ressecado vento havia,
mas na floresta nada se movia:
Trevas soturnas, diurnas, noturnas,
coisas turvas o calor escondia.

O vento desceu dos montes gelados,
Rugindo em ondas qual mar agitado;
Os ramos fremiam, a floresta bramia,
De folhas o chão estava forrado.

De Oeste para Leste o vento em festa;
Cessara o movimento na floresta
Mas aguda e fatal, pelo pantanal,
Sua voz sibilante uiva e protesta

Assobia o capim curvando as flores,
Batem os juncos, seguem-se temores:
Sobre o lago agitado um céu calado,
Nuvens correndo rasgadas e horrores.

As desertas montanhas lá se vão,
Varre ela agora a toca do dragao:
Trevas e negrume, pedras em cardume,
Fumaça impregna o ar de escuridão.

Deixa o mundo e sua fuga continua,
sobre os mares da noite ele recua.
Ao som doce da brisa a lua esliza,
acende-se uma estrela e a luz flutua."


 Além dos elementos tirados da cultura celta, e um certo tom melancólico, algumas de suas poesias remetiam a cenas divertidas e lúdicas, como é possível ver em alguns trechos desse poema : 

 *   Existe um lugar alegre e antigo,
ao pé da colina rara;
Lá tem cerveja tão escura
Que o homem da lua veio a procura
uma noite e encheu a cara.

O dono tem um gato alcoólatra
que sabe tocar violino;
Sobe e desce o arco suave,
Em cima agudo, embaixo grave,
no meio serrote fino.

O dono tem um vira-lata
que adora ouvir piadas;
Quando o povo está animado,
Empina a orelha concentrado
e ri a bandeiras despregadas.

Tem também vaca chifruda
orgulhosa como rainha;
Ela gosta de música à beça,
Rebola o rabo e arremessa
Dançando solta sozinha.

Ai! Os lindos pratos de prata
e os talheres em quantidade!
Há aos domingos um par convidado,
E tudo é polido e cuidado
ao sábado pela tarde.

O Homem da Lua vai bebendo,
o gato toca com bossa;
Prato e garfo dançam na hora,
Rebola a vaca lá fora,
e o vira-lata o rabo coça.
               [...] 


  
* Lewis Carroll   


  Ainda na literatura internacional, outro poeta que me fascina é Lewis Carroll conhecido por ser o autor de '' Alice no país das maravilhas ' e os poemas presentes neste livro, além de outros poemas escritos em estilo nonsense ao longo de sua carreira literária, são considerados por críticos, em função das fusões e da disposição espacial das palavras, como precursores da poesia de vanguarda. 


 Suas características e sua visão bem particular  de mundo, ficam bem evidentes nesta poesia : 


  *                                Acerte ou Erre 

Nenhum careca necessita pente;
Nenhum lagarto tem cabelo.

Alfinetes não são ambiciosos;
Agulhas não são alfinetes.

Algumas ostras estão caladas;
Pessoas caladas não são divertidas.

Rãs não escrevem livros;
Algumas pessoas usam tinta para escrever livros.

Certas montanhas são intransponíveis;
Todos os estilos podem ser transponíveis.

Nenhuma lagosta é insensata;
Nenhuma pessoa sensata espera impossibilidades.

Nenhum fóssil pode ser em amor cruzado;
Uma ostra pode ser em amor cruzada.

Um homem prudente evita hienas;
Nenhum banqueiro é imprudente.

Nenhum sovina é altruísta;
Só os sovinas guardam cascas de ovo.

Nenhum militar escreve poesia;
Nenhum general é civil.

Tods as corujas são satisfatórias;
Certas desculpas são insatisfatórias. 


Assim como nesse poema : 

 * Se eu desse um tiro no sol
Com minha espingarda, aposto
Que o tiro atingia o alvo,
Muitos anos depois, claro.

Porém se a bala torcesse
Sem rumo para as estrelas,
Sequer chegava à mais próxima:
Estrelas são tão remotas...


                                                         O Chapeleiro Maluco, o personagem que para mim melhor representou as excentricidades do autor                                     

 Os temas da poesia de Carroll, apesar de sempre conterem sua marca, tinham temas variados, o próximo é sobre as estações do ano e esta no livro '' Alice No País Do Espelho '' 

 '' Agora que do inverno sinto a aragem
   Canto esse versos em vossa homenagem
    Na primavera,quando o mato cheira incenso,
   Com a minha débil voz eu digo o que penso 

    No verão quando os dias são longos
    Talvez você compreenda os ditongos
   no outono quando as folhas ficam amarelas
   Tomo pena e tinteiros e vou para as janelas 

  Apesar dos temas variados, o clima pscicodélico, sua marca registrada, está sempre presente, veja como o poema anterior termina 

    Mandei recado aos peixes
    Dizendo o que queria ;
    Os peixes responderam
    Naqueles mesmo dia 
    Responderam dizendo
    Que noutra freguesia
    Eu fosse pregar pregos '' . 

É por isso que eu gosto tanto da maneira de escrever dele :)  Bem, '' fora de órbita '' 


  Na literatura brasileira, me encantam os poemas de Cecília Meireles, por sua sensibilidades em transformar sentimentos profundos em palavras 

*  LUA ADVERSA 

Tenho fases, como a lua 
Fases de andar escondida, 
fases de vir para a rua... 
Perdição da minha vida! 
Perdição da vida minha! 
Tenho fases de ser tua, 
tenho outras de ser sozinha. 

Fases que vão e vêm, 
no secreto calendário 
que um astrólogo arbitrário 
inventou para meu uso. 

E roda a melancolia 
seu interminável fuso! 
Não me encontro com ninguém 
(tenho fases como a lua...) 
No dia de alguém ser meu 
não é dia de eu ser sua... 
E, quando chega esse dia, 
o outro desapareceu...


  CANÇÃO DE OUTONO

Perdoa-me, folha seca, 
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo, 
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão, 
se havia gente dormindo 
sobre o própro coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando áqueles 
que não se levantarão...

Tu és a folha de outono 
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
- a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão...


 Só alguém com um talento e sensibilidade como ela para transformar tristeza em uma arte tão sublime, o que para mim tem seu auge no meu poema preferido dela 

CANTEIROS

Quando penso em você fecho os olhos de saudade
Tenho tido muita coisa, menos a felicidade
Correm os meus dedos longos em versos tristes que invento
Nem aquilo a que me entrego já me traz contentamento
Pode ser até manhã, cedo claro feito dia
mas nada do que me dizem me faz sentir alegria
Eu só queria ter no mato um gosto de framboesa
Para correr entre os canteiros e esconder minha tristeza
Que eu ainda sou bem moço para tanta tristeza
E deixemos de coisa, cuidemos da vida,
Pois se não chega a morte ou coisa parecida
E nos arrasta moço, sem ter visto a vida.





  Outro poeta brasileiro de extrema importância é Mario Quintana, a seguir, alguns poemas bonitinhos dele : 


       Amar: 

Fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que te dediquei...
O amor é quando a gente mora um no outro.

BILHETE
Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...


DA FELICIDADE
Quantas vezes a gente, em busca da ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão, por toda parte, os óculos procura
Tendo-os na ponta do nariz!

E por fim, Monteiro Lobato, um dos grandes da nossa literatura , tem poemas, que apesar de infantis, trazem um significado um tanto profundo, seus poemas tem um toque de lúdico, como os do Lewis Carroll, mas tudo com um toque bem brasileiro . 

 A natureza criou o tapete
 sem fim que recobre a terra
. Dentro da pelagem deste tapete
 vivem todos os animais respeitosamente.
Nenhum o estraga, nenhum o rói, exceto o homem

“Loucura? Sonho?
 Tudo é loucura ou sonho no começo. 
Nada do que o homem fez no mundo
 teve início de outra maneira, mas tantos
 sonhos se realizaram que não temos 
o direito de duvidar de nenhum”




   Por hoje é isso aí    *^.^*

16 comentários:

  1. Owwwwn também amei o seu blog que coisa mais kawaii >//< bjs ^^

    ResponderExcluir
  2. Estava navegando pela net, e tive a alegria de encontrar seu blog e amei!!!

    Convido você a dar uma passadinha, se puder, no meu blog: http://docesonhodemenina.blogspot.com/

    Ah, como eu amei seu blog, deixo também um selinho para você: http://1.bp.blogspot.com/-68Bb05pFul4/Te1BfsqvBeI/AAAAAAAAATM/JPCRr0Mj7R0/s1600/dsm-selinho.jpg

    Mil Sweetkisses ♥.♥

    ResponderExcluir
  3. Sabe aquele momento que você passa pra dar uma olhadinha no blog de alguém aleatório? Pois é xD

    Mas... caramba! Agora que eu leio O Senhor dos Anéis *A*
    Amo a cultura celta, é realmente interessante. Não sei se você gosta muito de ler, mas deixo uma recomendação: "As brumas de Avalon"~
    Mostra a lenda do Rei Arthur de um ângulo diferente :3

    ResponderExcluir
  4. Ah eu também amo poesia^^
    Tenho alguns poemas meus no blog =X
    E tenho historias escritas por mim até kkkk

    kissus!
    http://bunny-animesespectaculares.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. OOiii sou eu aki do kitsune ^-^
    vim gradecer mto mto pelo seu elogio do calendário, vou em esforçar pra fazer sempre ++ *-* bjnhuuus

    ResponderExcluir
  6. Eu também sou apaixonada por poemas! Li essa sua seleção e a que eu mais gostei foi o do Mario Quintana, "Amar",é lindo e traz uma nostalgia pra gente; Parabéns pelo post!
    http://viverserfeliz-renata.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Adorei os poemas, muito lindos!

    Beijos, Fernanda.
    www.meianoiteequinze.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. A realmente tenho que concorda com você poesia é talvez algo mágico eu particularmente amo

    Oi estava visitando alguns blogs e encontrei o seu blog adorei...
    Já estou seguindo

    http://marifriend.blogspot.com/
    @Storieandadvic
    Espero sua visitinha, adoraria que você seguisse também.
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Obrigada pelo comentário e pela visitinha ao DSM, fiquei feliz de te ver lá!!!
    Já vou seguir de volta...

    Mil Sweetkisses ♥.♥

    ResponderExcluir
  10. vou adicionar esse post aos favoritos pq ta lindo <3

    http://himi-tsu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Sou muito fã da literatura lusa e brasileira. Nenhuma poesia se compara a Camões, João Cabral de Melo Neto, Florbela Espanca e muito menos Carlos Drumond :-*

    ResponderExcluir
  12. E aew Geh o/

    Tag pra ti o/
    http://deliciousavatares.blogspot.com/2011/11/ganhei-um-tag.html

    Go! ooooooooooo/

    ResponderExcluir
  13. ja estou seguindo

    me ajuda e me segue de volta tb...

    www.makepopular.blogspot.com

    obs- estamos fazendo uma seleção para blogs parceiros corre lá...

    ResponderExcluir
  14. Também adoro as palavras. Adorei a seleção *-*

    ResponderExcluir
  15. Lindas poesias, G-chan! *-*
    Ah, pode roubar um selinho lá na seção de Awards no meu blog, é todo seu, tu merece u_u

    Até mais e continue assim com esse blog lindinho! *_*

    ResponderExcluir

Olá Viajante Fora de órbita
O que vc achou desse post ?
-Podem Colocar Opiniões,Dar Sugestões e tudo mais ...
-Coloque o link do seu blog e eu retribuo a visita e o comentário ...
--Muito Obrigada Pela Visita *--*